DETOX: processo de desintoxicação do organismo

Tempo de Leitura: 6 minutos É possível desintoxicar nosso corpo através da alimentação? Vamos entender um pouco mais sobre a desintoxicação e o papel dos nossos hábitos nesse processo!

Desintoxicação

Desintoxicação é um processo natural que ocorre em nosso corpo, realizado pelo fígado, onde ao reconhecer algo potencialmente tóxico, ele realiza um processo completo convertendo essas substâncias em metabólitos para serem excretados.

Os rins, pulmões e até mesmo o intestino também desempenham um papel na desintoxicação, sempre com o objetivo de manter o organismo em equilíbrio mesmo quando ocorrem mudanças radicais no meio externo.

Os fatores ambientais e estilo de vida influenciam diretamente nisso, tanto na exposição a essas toxinas quanto a reação do nosso corpo perante essas toxinas.

Alguns pontos da nossa rotina podem fazer com que tenhamos mais contato com toxinas, sobrecarregando nosso organismo e prejudicando seus processos naturais. Quanto mais estressores, menor a capacidade do nosso organismo de lidar com eles. Alguns desses pontos são: alimentação desequilibrada, poluição, stress, medicamentos, bebidas alcoólicas e tabagismo.

Portanto, um estilo de vida saudável é a forma mais importante de manter o equilíbrio das nossas funções corporais, colaborando com a ação dos órgãos que exercem o processo natural de desintoxicação do nosso organismo.

Abaixo separamos alguns fatores que contribuem para uma desintoxicação natural do organismo:

Alimentação

Desintoxicação

Uma alimentação saudável e equilibrada é essencial para manter a funcionalidade de nossos órgãos. Uma dieta nutritiva, com uma variada ingestão de vegetais, leguminosas, gorduras “boas”, carboidratos complexos e proteínas contribui para reduzir e evitar a inflamação crônica do organismo.

Com o auxílio de um nutricionista, no plano de desintoxicação é importante reduzir o consumo de alimentos que interferem nos processos naturais do nosso organismo, como os alimentos com alto grau de processamento, com aditivos químicos e ingredientes artificiais, apostando em uma alimentação mais natural e íntegra, principalmente de origem vegetal.

Açúcar simples, gorduras trans e alimentos com maior poder de causar sensibilidade alimentar (glúten, laticínios, soja e milho), também são pontos de atenção num plano de desintoxicação.

Intestino

Desintoxicação

A atenção ao intestino é essencial no processo de desintoxicação, pois é a principal porta de entrada de nutrientes ou toxinas no nosso organismo. Uma nutrição adequada irá fornecer um bom aporte de nutrientes e substâncias que favorecem a saúde da microbiota intestinal. Alguns deles são: fibras, verduras e legumes, alguns aminoácidos específicos, além da hidratação adequada.

A microbiota intestinal é formada por uma população de micro-organismos, que habitam todo o trato gastrointestinal, e tem como funções manter a integridade da mucosa e controlar a proliferação de bactérias patogênicas.

O consumo de alimentos processados, industrializados, embutidos e alergênicos, assim como a ingestão elevada de carboidratos simples, gorduras saturadas, sal e açúcar alteram a quantidade de microrganismos e a composição da microbiota intestinal, podendo causar um desequilíbrio entre microrganismo bons e maus, causando assim um desequilíbrio intestinal.

Reduzir a inflamação

Desintoxicação

Uma dieta anti-inflamatória, rica em alimentos antioxidantes, promove a proteção das células contra os efeitos dos radicais livres produzidos pelo organismo.

Uma dieta rica em verduras, legumes, leguminosas, frutas, sementes e gorduras boas como abacate e azeite de oliva, favorecem o processo de desintoxicação do organismo.

Dica de um suco antioxidante:
– 1 xícara de frutas vermelhas
– 1 limão pequeno
– 1 kiwi
– 2 colheres de sopa de cenoura ralada
– 2 colheres de sopa de beterraba ralada
– 1 rodela de gengibre
– 1 colher de sopa de chia
– Água a gosto

Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba sem coar.

Hidratação

hidratação

Beba bastante água! A água é fundamental para o bom funcionamento de todos os processos no nosso organismo. Uma boa hidratação auxilia digestão, funcionamento dos rins, regulação da pressão arterial e age como um veículo de transporte de nutrientes para as células, contribuindo para as funções vitais do organismo.

Para você saber a quantidade ideal de ingestão de água por dia, multiplique 35 ml de água pelo seu peso corporal total! Por exemplo, para uma pessoa que pesa 60kg, multiplicamos 60 x 35 e temos o valor de 2.100 litros por dia.

Qualidade do sono

qualidade de sono

Respeitar o nosso ciclo circadiano (mecanismo pelo qual nosso organismo se regula entre o dia e a noite, no período de 24 horas) é essencial para o equilíbrio das funções corporais.

Estratégias como manter uma rotina de horários para se dormir, evitar o consumo de cafeína até 4 horas antes de ir para a cama, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, afastar-se de telas e aparelhos eletrônicos pelo menos 1 hora antes de deitar e praticar atividades físicas regulamente, podem colaborar para uma boa qualidade do sono.

 Exercício

exercícios

Realizar exercícios físicos regularmente contribui para o controle do peso, evita inchaços e retenção de líquidos, previne um estado inflamatório crônico, melhora o desempenho aeróbico e aumenta a qualidade de vida.

Tudo isso atua na melhora da funcionalidade dos órgãos e pode auxiliar o seu organismo a excretar as toxinas com mais eficácia. Além disso, o suor é também um mecanismo de desintoxicação também, e o exercício físico estimula a excreção de suor.

 

Gostou? Conheça nossa linha completa de produtos. Todos sem lactose, sem açúcar e sem adição de açúcar. Experimente!

Texto escrito por:
Marcela Worcemann 
Nutricionista Esportiva e Plant Based
CRN3: 47052

Nutricionista Marcela Worcemman

 

Eat Clean

por

Eat Clean